Publicado em Sem categoria

E o Doutorado?

Tá lá…

foto

Começo este post com esta imagem inspiradora que notei na porta do banheiro da escola…

Para quem não sabe, me chamo Ana Paula mas também sou conhecida como Profe, e uma das nossas obrigações é a maldita pós-graduação stricto sensu também conhecida como Mestrado, para os íntimos.

Sim, sou Mestra (mas não Jedi) e me custou algumas idas ao hospital, uns pares de enxaquecas, uma tomografia computadorizada, e o neurologista me receitando anti-depressivo (que não tomei).

A dissertação é o minimo dos detalhes em uma pós stricto sensu, o problema maior é manter o psicológico saudável. Por que digo isso? Por que ESTRESSA, Ô SE ESTRESSA!

O estresse começa desde as matérias a serem cursadas, passa para a parte escrita que das quais você não faz muita ideia, chega na parte da aluna de TCC querendo se embrenhar no seu projeto e com aval do seu próprio orientador e finaliza em 2 crises de enxaqueca com 1 dia de diferença, mas o importante é que defendi!

Ah a defesa…

E eu achava que o nome “defesa” era um mero enfeite.

Que nada!

Pega a quantidade de professor avaliador externo, multiplica por 1h e você terá a duração mínima da sua defesa.

Depois pega a quantidade de professor avaliador externo e subtrai uns 10 min da fala do avaliador interno.

Voilà!

Terás o tempo total que ouvirás da banca perguntas que parecerão uma eternidade para terminar de respondê-las!

Defesa de mestrado é uma prévia do purgatório.

Desabafos a parte, esses foram os motivos pelos quais eu decidi parar no Mestrado.

Doutorado quem sabe em outro momento, quando encontrar um tema que realmente me interesse, que não seja um tema aleatório só para ter um título.

Com todos os problemas que me aconteceram eu tirei isso como lição, pois estamos tão acostumados nessa vibe de estudar, estudar, estudar, que acabamos indo no automático… depois do médio tem a faculdade, depois da faculdade tem o mestrado, depois do mestrado tem o doutorado, depois do doutorado tem o pós-doc e depois? Tem o quê?

Com cada especialização nosso conhecimento é afunilado, e não ampliado…

Então resolvi começar uma 2ª graduação, dessa vez em Administração e em EaD ainda por cima!

Outra hora farei um post sobre essa nova experiência que quebrou alguns preconceitos que eu tinha.

Por hora, vou deixar pra vocês um link de um comentário em um post que me ajudou nessa fase do “o que eu faço?” >link-do-comentario-que-mudou-a-minha-vida

P.S.: A diferença da hora-aula de um mestre para um doutor beira a 50%.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s